GP de Portugal

MUNDIAL DE ENDURO ESTÁ DE VOLTA A GOUVEIA

MUNDIAL DE ENDURO ESTÁ DE VOLTA A GOUVEIA

Com o balanço da primeira edição a ser francamente positivo – a prova foi considerada pelos observadores internacionais como a melhor da época de 2015 – o campeonato do mundo de enduro vai regressar neste ano de 2016 à cidade serrana de Gouveia.

Neste regresso ao sopé da Serra da Estrela o campeonato voltará a instalar-se no Parque da Senhora dos Verdes e os cerca de 150 pilotos esperados irão enfrentar novamente um percurso desenhado propositadamente para o efeito, com zonas bastante técnicas e exigentes lado a lado com outras onde toda a beleza natural da região irá novamente deliciar os atletas que estarão em competição durante três dias.

Realizando-se entre os dias 15 e 17 de Abril, a prova começará ao final da tarde do dia 15 (sexta-feira) com a realização da Super Especial, para nos dois dias seguintes os pilotos e máquinas enfrentarem um percurso com cerca de 40 quilómetros de extensão ao longo de três voltas. Nesse mesmo percurso estarão desenhadas as três especiais (Extreme, Enduro e Motocross) todas elas localizadas na área do Parque da Senhora dos Verdes, onde estará igualmente instalado o parque-fechado e o paddock, o que significa que num raio de 800 metros o público poderá acompanhar todos os momentos mais importantes do evento.

A organização está já a trabalhar nos pormenores mais técnicos do traçado a apresentar aos pilotos, baseado no utilizado em 2015, o mesmo se passando com as especiais, zonas técnicas e de conforto para público e pilotos. Em perfeita ligação com a edilidade de Gouveia todos os pormenores serão mais uma vez analisados e preparados, para que Gouveia volte em 2016 a ser a melhor prova do campeonato do mundo, como testemunharam os milhares de espectadores que no passado ano acompanharam ao vivo os dois dias de competição.

Cerca de uma centena de pessoas estarão novamente directamente envolvidas na organização de um evento de importância maior numa modalidade com bastante tradição no nosso pais e onde pilotos como Diogo Ventura, Luís Correia ou Luís Oliveira estarão com toda a certeza, e mais uma vez, na lista de candidatos à vitória nas suas classes, tal como em 2015.